Elliot Eisner (1933-2014) foi professor de Educação Artística na Universidade de Stanford e um dos principais investigadores dos Estados Unidos, tendo recebido vários prémios pelo seu trabalho académico em Educação. Dada a sua importância na defesa das artes para o desenvolvimento de competências da Educação Artística, cremos que é importante divulgar o seu pensamento, que tentaremos aqui resumir em 10 ideias-chave sobre o assunto:

1. As artes ensinam as crianças a questionar relações qualitativas. Ao contrário de grande parte do currículo, em que prevalecem as regras e as respostas corretas, nas artes prevalece o questionamento em vez das regras.

2. As artes ensinam as crianças que os problemas podem ter mais de uma solução e que as perguntas podem ter mais do que uma resposta.

3. As artes celebram múltiplas perspetivas e mostram que existem muitas maneiras de ver e interpretar o mundo.

4. As artes ensinam às crianças que, nos modos complexos de resolução de problemas, os propósitos raramente são corrigidos, mas mudam com as circunstâncias e as oportunidades. Significa que aprender, nas artes, requer a capacidade e a disposição de se render às possibilidades imprevistas do trabalho à medida que ele se desenrola.

5. As artes tornam vívido o facto de que nem as palavras na sua forma literal, nem os números, esgotam o que podemos conhecer. Os limites da nossa linguagem não definem os limites da nossa cognição.

6. As artes ensinam às crianças que pequenas diferenças podem ter grandes efeitos. As artes possibilitam a contaminação de subtilezas.

7. As artes ensinam as crianças a pensar através e dentro de um material. Todas as formas de arte empregam alguns meios pelos quais as imagens se tornam reais.

8. As artes ajudam as crianças a aprender a dizer o que não pode ser dito. Quando as crianças são convidadas a revelar o que uma obra de arte as ajuda a sentir precisam de alcançar as suas capacidades poéticas para encontrar as palavras que farão o trabalho.

9. As artes permitem-nos ter uma experiência que não podemos alcançar a partir de nenhuma outra fonte. É através dessa experiência que descobrimos o alcance e a variedade do que somos capazes de sentir.

10. O lugar das artes no currículo escolar, em relação com o lugar ocupado por outras disciplinas, simboliza para as crianças e jovens o que os adultos acreditam ser importante.

FONTE: Eisner, E. (2002). The Arts and the Creation of Mind. Yale University Press.