“A minha obra é o meu corpo, o meu corpo é a minha obra”

Helena Almeida (1934-2018)

 

“Aos 84 anos, Helena Almeida faleceu na sua casa em Sintra, deixando inequivocamente mais pobre o universo da arte nacional e internacional.

Nascida em Lisboa, em 1934 e filha do escultor Leopoldo de Almeida (autor do Padrão dos Descobrimentos em Lisboa), Helena Almeida terminou a sua formação em Pintura na Escola Superior de Belas-Artes em Lisboa, em 1955, com vinte e um anos.

Através de uma bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian realizou parte dos seus estudos em Paris, onde inicia o seu percurso na arte abstrata.

A partir dos anos 60 destacou-se pela sua obra multifacetada, sobretudo envolvendo a fotografia, tornando-se uma figura conhecida no panorama artístico português contemporâneo e uma das mais importantes do último século.

Quando volta para Portugal, em 1967, realiza a sua primeira exposição individual, na Galeria Buchholz. Desde então foram 50 anos de carreira, até aos seus últimos trabalhos, alguns deles feitos ainda este ano e agora expostos na Galeria Helga de Alvear, em Madrid. (…)”

in site da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa
http://www.belasartes.ulisboa.pt